Sonhei com a viagem (que viagem!)

Raramente me lembro dos meus sonhos, mas o desta noite foi daqueles que se classificam na categoria “mente bizarra”. Sonhei que estava num avião tosco, muito tosco da British, e com uma poltrona (sim, poltrona como se fosse da primeira classe do Buquebus de Buenos Aires para o Uruguai) sem cintos. Pensei: oba, vai ser uma viagem tranquila, com espaço para esticar as pernas.

O avião pegou uma pista que parecia a rodovia Anchieta (lá em Cubatão) e subiu o viaduto (!!!) que dá acesso à Imigrantes para decolar. Depois de algumas poucas horas de vôo, o avião pousa em um lugar que não é anunciado pelo piloto. Vem o aviso: Senhores passageiros, por favor, desçam da aeronave. Vamos demorar um pouco para retomar nossa viagem. O aeroporto tem local para comer e fazer compras, por favor jantem por lá mesmo. Isso, claro, sem dizer que horas eu teria que voltar para voar para Shanghai.

Me preparei para descer do avião e vi que na parte de trás (e olha que teoricamente eu estava na econômica) tinha outra classe de serviço, cheia de cadeiras comuns e pessoas com tábuas de passar roupa/jantar/sei lá o que. Achei estranho e desci. O aeroporto era enorme, parecia um shopping grande – como se fosse a ala nova do Dallas/Fort Worth com lojas brasileiras. Continuei sem saber onde estava. Entrei uma Kopenhagen que mais parecia um supermercado e, ao pagar as balas de leite perguntei: que aeroporto é esse? A moça do caixa respondeu: é Aracaju, senhor.

Sei que andei mais um pouco pelo aeroporto de Aracaju (onde nunca estive e conheço uma pessoa que acabou de se mudar para a cidade, o velho e bom Eric) e acordei. Minha mente é realmente esquisita. Agora me pergunto qual será a conexão Aracaju-Shanghai. Realmente, não sei.

Anúncios

Uma resposta para “Sonhei com a viagem (que viagem!)

  1. Honestamente, não faço idéia da conexão entre as duas cidades. Certamente não é por via aérea direta, já que qualquer vôo de e para Aracaju passa por algum ponto antes (Salvador ou Recife). O aeroporto daqui também não é grande (muito pelo contrário) e nem sonha em ter uma Kopenhagen (aliás, não tem em nenhum lugar, aeroporto ou não).

    Mas sonhos não têm de ter razão (ou pelo menos uma razão consciente). Na próxima vez, sonhe com uns carangueijos ou uma moqueca de lagosta, que isso tem bastante aqui… 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s